Skills de liderança: confira as hard e soft skills mais valorizadas

De uns tempos pra cá, a rápida ascensão de novas tecnologias e as transformações constantes nas dinâmicas de trabalho passaram a demandar uma reflexão ainda mais profunda sobre a importância das skills de liderança.

Afinal, se no passado o foco recaia nos conhecimentos técnicos, os desafios atuais apontam para a necessidade de formar líderes capazes de fomentar a inovação e o desenvolvimento humano. E isso, por sua vez, também requer boas habilidades comportamentais.

Mas quais skills de liderança são, de fato, as mais urgentes e qual é a melhor forma de desenvolvê-las? Responder a essas perguntas nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, o post de hoje visa trazer alguns insights que podem ajudar o RH e os gestores de pessoas nessa jornada.

Boa leitura!

O papel das hard e soft skills para uma liderança eficaz

Para cumprir com a missão de guiar, inspirar e motivar a equipe em direção ao alcance dos objetivos organizacionais, um líder precisa estar muito bem preparado.

Mas, ao contrário do que se pensou por muitos anos, isso não significa apenas conhecer profundamente a área de atuação ou saber tomar decisões estratégicas. Construir relações genuínas com os colaboradores, a fim de extrair o melhor deles, é igualmente importante.

Para se ter uma ideia, um levantamento feito junto a mais de 500 tomadores de decisão, mostrou que as organizações buscam cada vez mais por líderes que sejam capazes de:

  • Incentivar os funcionários no crescimento pessoal e desenvolvimento de carreira (70%);
  • Manifestar interesse ou preocupação com o bem-estar dos funcionários (61%);
  • Promover ativamente um ambiente de trabalho diversificado e inclusivo (53%);
  • Se comunicar efetivamente, o que envolve saber ouvir e compartilhar informações (49%);
  • Capacitar seus colegas e funcionários (35%);
  • Ser um especialista na área que gerencia (30%).

Viu como a lista de requisitos para ser um bom líder é ampla?

Bom, é justamente neste ponto que as skills de liderança entram em cena: para cumprir com todas essas responsabilidades, é fundamental que os gestores contem com um mix de habilidades que se complementam.

Em resumo, uma liderança eficaz requer a combinação equilibrada de hard skills e soft skills. Na sequência, traremos mais detalhes sobre cada uma dessas categorias!

Principais hard skills de liderança

As hard skills nada mais são do que habilidades técnicas. Em geral, elas são mais fáceis de tangibilizar e desenvolver, já que podem ser aprendidas por meio da educação formal, experiência prática, cursos, treinamentos, entre outras técnicas.

Entre os exemplos de hard skills de liderança mais demandas, estão:

  • Conhecimento aprofundado sobre a área de atuação, seja ela Tecnologia, Finanças, RH, Marketing, entre outras;
  • Capacidade de analisar informações e tomar boas decisões a partir delas;
  • Capacidade de planejar, coordenar e executar projetos de forma eficaz, alocando recursos adequadamente;
  • Conhecimentos específicos sobre a indústria/setor do qual faz parte. Afinal, um líder informado sobre as tendências e desafios do mercado pode guiar sua equipe de maneira mais competente;
  • Domínio sobre o uso de ferramentas tecnológicas específicas;
  • Fluência em outros idiomas (quando o líder precisa interagir com pessoas de diferentes países).
time de 7 pessoas comemorando algo

Principais soft skills de liderança

Como mencionamos antes, não basta ser um especialista em sua área para ser um bom líder. Para atender às novas demandas do mercado de trabalho, também é importante contar com soft skills sólidas!

As habilidades comportamentais, como também são conhecidas, estão diretamente relacionadas à capacidade de interagir e se comunicar com outras pessoas de forma eficaz.

Sendo assim, elas são conhecidas por favorecerem a construção de relacionamentos sólidos, melhorarem a motivação da equipe, contribuírem para a resolução de conflitos e ajudarem a criar um ambiente de trabalho mais positivo para todos.

Dito isso, vamos às soft skills de lideranças vistas como mais relevantes na atualidade:

Inteligência emocional

Refere-se à capacidade do líder em reconhecer, entender e gerenciar as próprias emoções e as emoções dos outros. Esse é um fator crucial para que ele consiga, por exemplo, responder a situações desafiadoras com calma e equilíbrio.

Flexibilidade

É a habilidade de se adaptar a diferentes situações e mudanças de forma ágil. Em suma, um líder flexível é um líder mais preparado para ajustar os planos e as estratégias conforme necessário.

Comunicação eficaz

Essa é uma das bases da boa liderança. Afinal, um líder que se comunica de maneira eficaz consegue estabelecer conexões mais significativas com a equipe, alinhando expectativas, compartilhando informações e fornecendo feedback construtivo.

Empatia

A habilidade de se colocar no lugar do outro abre portas para uma gestão humanizada. Um líder empático tende a compreender as necessidades e preocupações dos membros da equipe, demonstrando cuidado e interesse genuíno pelo bem-estar de todos.

Vulnerabilidade

Conseguir reconhecer as próprias limitações, admitir erros e estar aberto a aprender com as experiências são comportamentos que, quando partem do líder, ajudam a promover uma cultura de confiança.

Aliás, esse é um dos pilares da liderança autêntica, uma abordagem pautada na transparência, integridade e propósito.

Adaptabilidade

Com o mercado de trabalho passando por transformações profundas, as organizações precisam de líderes capazes de encarar as mudanças como oportunidades e guiar a equipe durante os períodos de transição.

É justamente nisso que consiste a adaptabilidade: ter a capacidade de se ajustar e responder efetivamente a situações desafiadoras

Criatividade

A adaptabilidade e a criatividade caminham juntas. Afinal, a capacidade de se adaptar geralmente requer a busca por novas soluções e abordagens para os desafios que surgem.

Vale lembrar que a criatividade é o fio que conduz à inovação. Um líder criativo estimula a criatividade em sua equipe, o que, por sua vez, ajuda a estimular o surgimento de ideias “fora da caixa”.

Colaboração

Para completar a nossa lista de soft skills de liderança temos a colaboração, habilidade que permite aos líderes trabalharem efetivamente em equipe, incentivando a cooperação e valorizando a contribuição de cada membro do time.

Em geral, a liderança colaborativa ajuda a fortalecer os laços entre os colaboradores e fomentar um ambiente de trabalho mais harmonioso e produtivo.

Como desenvolver e aprimorar as skills de liderança?

Segundo uma pesquisa da Gallup, apenas uma em cada 10 pessoas possui um talento nato para liderar. Ou seja: embora muitos profissionais tenham algumas das habilidades de liderança necessárias, é raríssimo encontrar quem detenha todas elas.

A boa notícia é que esse não é um impeditivo para a construção de uma liderança altamente eficaz. Hoje, as organizações podem – e devem – contar com recursos e estratégias voltadas para o aprimoramento e o desenvolvimento contínuo das skills apresentadas ao longo deste artigo. 

Um dos primeiros passos dessa jornada é mapear o perfil comportamental dos líderes atuais, para que eles possam entender quais são suas próprias forças, fraquezas, valores e estilo de gestão.

A partir dessas informações e do entendimento sobre quais skills de liderança são mais importantes para a organização, é possível desenvolver um plano de desenvolvimento bem direcionado, que foque nas competências que esses profissionais precisam aprimorar.

É importante lembrar que desenvolver boas habilidades de liderança é um processo contínuo, que envolve autoconhecimento, prática e disposição. Afinal, os últimos anos deixaram claro que, de tempos em tempos, novas habilidades precisam ser aprendidas.

solução talent academy

Gostou do artigo?

A Talent Academy possui uma solução completa, que combina people analytics com people intelligence, para apoiar as organizações que querem trilhar essa jornada. Para entender como podemos ajudá-los a construir uma liderança preparada para enfrentar os desafios atuais e futuros, clique aqui e fale com um especialista! 

Cadastre-se

Se inscreva para receber as novidades da Talent Academy em primeira mão diretamente em seu e-mail

Conheça a solução
Assessment do Propósito

Entenda a fundo o perfil comportamental do seu time e desvende todo o seu potencial com o único assessment do mercado inspirado no ikigai

Saiba mais

A solução completa para o sucesso de colaboradores e empresas

Plataforma digital: ferramentas inteligentes para toda a jornada do colaborador

Programas de desenvolvimento: abordagem consultiva especializada e personalizada

Saiba mais

Posts Relacionados

O que é a motivação no trabalho? | talent academy blog

O que é a motivação no trabalho?

O que é a motivação no trabalho? Para entender sobre motivação no trabalho, precisamos começar…

Gen Z e competências: dados sobre soft skills em diferentes gerações

Pesquisa da Talent Academy indica que a Gen Z pontua menos para habilidades como flexibilidade…

Como liderar minha equipe após um layoff? | talent academy blog

Como liderar minha equipe após um layoff?

Entenda como gestores podem liderar após um layoff e reconstruir suas equipes após a demissão…

Lidando com o layoff: como manejar o impacto no atual time | talent academy blog

Lidando com o lay-off: como manejar o impacto no atual time

Lidando com o lay-off: como manejar o impacto no atual time Nos últimos tempos, o…

Pronto(a) para transformar a gestão de pessoas na sua organização?

Skills de liderança: confira as hard e soft skills mais valorizadas

Skills de liderança: confira as hard e soft skills mais valorizadas

De uns tempos pra cá, a rápida ascensão de novas tecnologias e as transformações constantes nas dinâmicas de trabalho passaram a demandar uma reflexão ainda mais profunda sobre a importância das skills de liderança.

Afinal, se no passado o foco recaia nos conhecimentos técnicos, os desafios atuais apontam para a necessidade de formar líderes capazes de fomentar a inovação e o desenvolvimento humano. E isso, por sua vez, também requer boas habilidades comportamentais.

Mas quais skills de liderança são, de fato, as mais urgentes e qual é a melhor forma de desenvolvê-las? Responder a essas perguntas nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, o post de hoje visa trazer alguns insights que podem ajudar o RH e os gestores de pessoas nessa jornada.

Boa leitura!

O papel das hard e soft skills para uma liderança eficaz

Para cumprir com a missão de guiar, inspirar e motivar a equipe em direção ao alcance dos objetivos organizacionais, um líder precisa estar muito bem preparado.

Mas, ao contrário do que se pensou por muitos anos, isso não significa apenas conhecer profundamente a área de atuação ou saber tomar decisões estratégicas. Construir relações genuínas com os colaboradores, a fim de extrair o melhor deles, é igualmente importante.

Para se ter uma ideia, um levantamento feito junto a mais de 500 tomadores de decisão, mostrou que as organizações buscam cada vez mais por líderes que sejam capazes de:

  • Incentivar os funcionários no crescimento pessoal e desenvolvimento de carreira (70%);
  • Manifestar interesse ou preocupação com o bem-estar dos funcionários (61%);
  • Promover ativamente um ambiente de trabalho diversificado e inclusivo (53%);
  • Se comunicar efetivamente, o que envolve saber ouvir e compartilhar informações (49%);
  • Capacitar seus colegas e funcionários (35%);
  • Ser um especialista na área que gerencia (30%).

Viu como a lista de requisitos para ser um bom líder é ampla?

Bom, é justamente neste ponto que as skills de liderança entram em cena: para cumprir com todas essas responsabilidades, é fundamental que os gestores contem com um mix de habilidades que se complementam.

Em resumo, uma liderança eficaz requer a combinação equilibrada de hard skills e soft skills. Na sequência, traremos mais detalhes sobre cada uma dessas categorias!

Principais hard skills de liderança

As hard skills nada mais são do que habilidades técnicas. Em geral, elas são mais fáceis de tangibilizar e desenvolver, já que podem ser aprendidas por meio da educação formal, experiência prática, cursos, treinamentos, entre outras técnicas.

Entre os exemplos de hard skills de liderança mais demandas, estão:

  • Conhecimento aprofundado sobre a área de atuação, seja ela Tecnologia, Finanças, RH, Marketing, entre outras;
  • Capacidade de analisar informações e tomar boas decisões a partir delas;
  • Capacidade de planejar, coordenar e executar projetos de forma eficaz, alocando recursos adequadamente;
  • Conhecimentos específicos sobre a indústria/setor do qual faz parte. Afinal, um líder informado sobre as tendências e desafios do mercado pode guiar sua equipe de maneira mais competente;
  • Domínio sobre o uso de ferramentas tecnológicas específicas;
  • Fluência em outros idiomas (quando o líder precisa interagir com pessoas de diferentes países).
time de 7 pessoas comemorando algo

Principais soft skills de liderança

Como mencionamos antes, não basta ser um especialista em sua área para ser um bom líder. Para atender às novas demandas do mercado de trabalho, também é importante contar com soft skills sólidas!

As habilidades comportamentais, como também são conhecidas, estão diretamente relacionadas à capacidade de interagir e se comunicar com outras pessoas de forma eficaz.

Sendo assim, elas são conhecidas por favorecerem a construção de relacionamentos sólidos, melhorarem a motivação da equipe, contribuírem para a resolução de conflitos e ajudarem a criar um ambiente de trabalho mais positivo para todos.

Dito isso, vamos às soft skills de lideranças vistas como mais relevantes na atualidade:

Inteligência emocional

Refere-se à capacidade do líder em reconhecer, entender e gerenciar as próprias emoções e as emoções dos outros. Esse é um fator crucial para que ele consiga, por exemplo, responder a situações desafiadoras com calma e equilíbrio.

Flexibilidade

É a habilidade de se adaptar a diferentes situações e mudanças de forma ágil. Em suma, um líder flexível é um líder mais preparado para ajustar os planos e as estratégias conforme necessário.

Comunicação eficaz

Essa é uma das bases da boa liderança. Afinal, um líder que se comunica de maneira eficaz consegue estabelecer conexões mais significativas com a equipe, alinhando expectativas, compartilhando informações e fornecendo feedback construtivo.

Empatia

A habilidade de se colocar no lugar do outro abre portas para uma gestão humanizada. Um líder empático tende a compreender as necessidades e preocupações dos membros da equipe, demonstrando cuidado e interesse genuíno pelo bem-estar de todos.

Vulnerabilidade

Conseguir reconhecer as próprias limitações, admitir erros e estar aberto a aprender com as experiências são comportamentos que, quando partem do líder, ajudam a promover uma cultura de confiança.

Aliás, esse é um dos pilares da liderança autêntica, uma abordagem pautada na transparência, integridade e propósito.

Adaptabilidade

Com o mercado de trabalho passando por transformações profundas, as organizações precisam de líderes capazes de encarar as mudanças como oportunidades e guiar a equipe durante os períodos de transição.

É justamente nisso que consiste a adaptabilidade: ter a capacidade de se ajustar e responder efetivamente a situações desafiadoras

Criatividade

A adaptabilidade e a criatividade caminham juntas. Afinal, a capacidade de se adaptar geralmente requer a busca por novas soluções e abordagens para os desafios que surgem.

Vale lembrar que a criatividade é o fio que conduz à inovação. Um líder criativo estimula a criatividade em sua equipe, o que, por sua vez, ajuda a estimular o surgimento de ideias “fora da caixa”.

Colaboração

Para completar a nossa lista de soft skills de liderança temos a colaboração, habilidade que permite aos líderes trabalharem efetivamente em equipe, incentivando a cooperação e valorizando a contribuição de cada membro do time.

Em geral, a liderança colaborativa ajuda a fortalecer os laços entre os colaboradores e fomentar um ambiente de trabalho mais harmonioso e produtivo.

Como desenvolver e aprimorar as skills de liderança?

Segundo uma pesquisa da Gallup, apenas uma em cada 10 pessoas possui um talento nato para liderar. Ou seja: embora muitos profissionais tenham algumas das habilidades de liderança necessárias, é raríssimo encontrar quem detenha todas elas.

A boa notícia é que esse não é um impeditivo para a construção de uma liderança altamente eficaz. Hoje, as organizações podem – e devem – contar com recursos e estratégias voltadas para o aprimoramento e o desenvolvimento contínuo das skills apresentadas ao longo deste artigo. 

Um dos primeiros passos dessa jornada é mapear o perfil comportamental dos líderes atuais, para que eles possam entender quais são suas próprias forças, fraquezas, valores e estilo de gestão.

A partir dessas informações e do entendimento sobre quais skills de liderança são mais importantes para a organização, é possível desenvolver um plano de desenvolvimento bem direcionado, que foque nas competências que esses profissionais precisam aprimorar.

É importante lembrar que desenvolver boas habilidades de liderança é um processo contínuo, que envolve autoconhecimento, prática e disposição. Afinal, os últimos anos deixaram claro que, de tempos em tempos, novas habilidades precisam ser aprendidas.

solução talent academy

Gostou do artigo?

A Talent Academy possui uma solução completa, que combina people analytics com people intelligence, para apoiar as organizações que querem trilhar essa jornada. Para entender como podemos ajudá-los a construir uma liderança preparada para enfrentar os desafios atuais e futuros, clique aqui e fale com um especialista!