Por Talent Academy

Com o avanço da tecnologia, o mercado de trabalho vem passando por transformações constantes, tanto na forma como as pessoas exercem suas funções, como na maneira que elas se relacionam com o trabalho. Para muitas empresas, virou um grande desafio encontrar soluções para engajar suas equipes nesta era digital, já que o comportamento e motivações das pessoas mudaram radicalmente. Por isso, entender o propósito dos colaboradores tornou-se uma questão crucial para os gestores. E tão importante quanto isso, é garantir que o propósito da organização seja claro.

Empresas com propósito são mais eficazes em atrair e reter os melhores talentos, além de motivar seus times e aumentar sua produtividade ao longo do tempo. Em entrevista para a Revista Época Negócios, a COO da América Latina da BlackRock, maior gestora de ativos do mundo, Karina Saade, afirmou que quando a direção da empresa tem uma estratégia de longo prazo ligada ao propósito, seu desempenho é mais consistente. E acrescentou que não há conflito entre maximizar valor e ter propósito. Negócios movidos por um objetivo maior alcançam um desempenho até 10 vezes superior aos que só se preocupam com o lucro dos acionistas.

Empresas que têm sucesso no longo prazo não apenas identificaram o seu propósito, mas conseguiram criar uma conexão emocional dele com o de seus colaboradores. Esse foi o aprendizado que a então diretora de RH da Comgás, Elisangela Martins, compartilhou em reportagem de capa da revista Você RH, de julho de 2018. Desde 2012, quando se tornou parte do grupo Cosan, a companhia passou por modificações culturais e de marca. Remodelou sua imagem para o mercado e estabeleceu a meta de ser mais jovial e comunicativa. A partir disso, o RH ajudou a definir as comportamentos esperados dos empregados os três “I”s: inquietos, interessados e impecáveis. Embora fáceis de entender, faltava explicar o motivo de essas atitudes serem importantes. “Faltava conectar isso a uma visão emocional daquilo que queremos entregar, o porquê de sermos assim”, afirma Elisangela. Isso motivou uma volta na história da Comgás para resgatar sua essência. Até então, a missão da Comgás era genérica: “Ser a melhor empresa de gás”. “Sabemos que as pessoas estão buscando coisas mais palpáveis e que tenham a ver com algo além do produto”, disse a executiva. No fim de 2016, em um trabalho com a diretoria, o RH contratou uma consultoria para ajudar na reestruturação do negócio. Hoje, o propósito da Comgás gira em torno da seguinte ideia: fornecer energia que transforme a vida das pessoas.

A Talent Academy nasceu com a missão de ajudar as empresas a encontrar o seu propósito e conectá-lo ao propósito individual de todos os colaboradores. Com base em ferramentas de autoconhecimento e autodesenvolvimento, a solução da startup aumenta a produtividade e engajamento das pessoas, e diminui a rotatividade dentro das organizações. Em poucos meses, a Talent Academy já realizou mais de 1000 avaliações e comprovou que realmente as pessoas não querem trabalhar visando somente retorno financeiro. Elas sentem necessidade de se conectar com algo maior e entender o impacto que causam no mundo. Enfim, elas precisam descobrir o seu propósito.

WhatsApp chat